Marketing de Conteúdos

O Que Faz um Bom Post? 6 Coisas.

A pedido do Gimael e da Raquel, o nosso próximo tema é “O Que Faz um Bom Post“.

Ou, como nós perguntamos a nós próprios num dia de maior frustração criativa:

O que faz um bom post - Como raio crio um bom post?

A arte do bom post é exactamente isso. Uma arte. Não é uma ciência exacta. Não vamos para um laboratório juntar 20% de humor, 50% de Photoshop e 30% de filtros e “já está”.

Mas há princípios e ideias muito simples que podemos seguir e que são comuns a todos os bons posts.

Vamos olhar para os mais importantes. Tal como o infográfico indica, vamos falar de:

O que faz um bom post - Infográfico

E então… O Que Faz um Bom Post…?

1. “Engajar” (ou Melhorar o Dia das Pessoas)

Da mesma forma que nos tornamos amigos de pessoas que nos fazem rir, que nos ensinam algo e que nos motivam quando estamos de cabiz baixo, também nos vamos sentir mais ligados às marcas que tenham em nós esses mesmos efeitos positivos.

É por isso que a minha formadora de marketing digital favorita Amy Porterfield diz que, para um post ter engagement/engajamento (um bom número de likes, comentários e partilhas), tem de fazer 1 destas 3 coisas:

  • Educar: dar às pessoas conhecimento que elas ainda não tinham
  • Inspirar: motivá-las a enfrentar um momento de adversidade
  • Entreter: diverti-las e, assim, tornar o dia delas mais leve

O que faz um bom post - Amy Porterfield

Se a nossa publicação ainda não faz uma destas coisas, não está pronta e não ganha uma destas:

O que faz um bom post - Medalha de Bom Post

Com efeito, se o meu projecto Heelbook ultrapassou os 100 mil likes, foi porque não publiquei um único conteúdo sem observar esta regra ao máximo: tratando-se de um projecto de humor, todos os posts tinham de entreter.

2. Produzir (ou Ter Brio no que Fazemos)

Eu podia gravar um vídeo com o título “O Que Faz um Bom Post” às 2 da manhã, da minha cama, com o meu telemóvel antigo. Certo?

O que faz um bom post - Gunney Hartman: Errado!

Se eu fizer isso, vou estar a produzir um vídeo com:

  • um telemóvel com uma câmara de má qualidade
  • com uma luz horrível
  • tenho de falar baixo (senão, ainda acordo alguém e o post passa a chamar-se “3 Formas de Fugir de uma Namorada Mal-Disposta)
  • ou seja, um vídeo cujo objectivo é contribuir para o teu conhecimento e para me estabelecer como “um profissional do marketing digital”, vai parecer… isto:

O que faz um bom post - Blair Witch

O que faz um bom post? Bem, ele não parecer um vídeo clandestino filmado à noite num bosque com uma lanterna ajuda.

Por isso, seja um vídeo, um texto, uma imagem, o aspecto conta muito. Porquê? Porque é um excelente indicador do trabalho e da dedicação do criador.

Da mesma forma que um empresário fica imediatamente hesitante quando um candidato aparece na entrevista de calções e chinelos, também nós ficamos a pensar se queremos mesmo ler um artigo de 3000 palavras em que, no primeiro parágrafo, já encontrámos 4 erros ortográficos.

O conteúdo é importante.

Aliás, é o mais importante. Mas com chinelos, com erros ortográficos suficientes para abrirmos um armazém ou sem uma câmara e luz decente, não estamos a investir o suficiente para sermos levados a sério.

3. Dar, Dar, Dar (ou Não Estar Sempre a Vender)

Como diz o Gary Vee no seu “Jab, Jab, Jab, Right Hook“, a nossa presença digital (sobretudo nas redes sociais) vive do que damos de valor à nossa comunidade de fãs, seguidores e potenciais clientes.

Quanto mais nos focarmos nos “jabs” (darmos algo à comunidade) e menos nos obcecarmos com promover os nossos produtos e serviços em todas as pequenas oportunidades (“right hooks”), mais teremos uma comunidade de pessoas que gostam do que fazemos e que chamam outras pessoas para se juntarem à festa.

Se cumprires este princípio de forma consistente, colocas-te imediatamente à frente de muita gente, porque:

O que faz um bom post - 99& das pessoas não faz marketing no ano em que vive

Nesse sentido, um bom post é altruísta:

  • Ensina-te a criar um anúncio de Facebook. Não te impinge um serviço de consultoria de Facebook, por 100 euros/dia, do nada.
  • Ensina-te a fazer bolo de chocolate. Não se limita a colar-te à testa o link de uma loja onde podes comprar um.

As redes sociais não são sobre nós. São sobre quem nos segue. E porque é que nos seguem? Porque em vez de publicarmos “eu, eu, eu e mais eu”, publicamos “isto deve ser uma coisa boa para ti” – também conhecido como o bom post.

4. Ver e Ouvir (ou Saber que Aparecem Coisas nos Comentários)

O debate “O que faz um bom post” não acaba quando este é publicado.

Depois de um bom post ser publicado, há sempre quem interaja com ele. E quem reaja com um – wait for it – comentário.

O que faz um bom post - Mãos no ar

Os comentários de uma publicação são como as mãos no ar numa aula ou num painel. Vêm de pessoas que estão interessadas o suficiente para aplicarem o seu tempo e energia a falarem connosco.

Vão haver momentos em que os comentários não vão ser simpáticos – podes ver aqui como lidar com maus comentários. Mas a maioria das “mãos no ar” tendem a ser bem intencionadas.

Como tal, nada como “premiarmos” a nossa comunidade, mostrando que a energia que eles aplicaram é retribuída por nós.

Responde a pelo menos 1-2 comentários por publicação. E, claro, não deixes dúvidas e reclamações por responder:

O que faz um bom post - Call Center Canino

5. Adaptar (ou Usar a Língua Nativa de cada Plataforma)

Da mesma forma que, em Itália, se fala italiano… no Instagram, fala-se imagens cativantes. No YouTube, fala-se vídeo. Sobretudo de cães e gatos, mas há espaço para o teu projecto e para o meu também.

Por isso, o teu bom post tem de encontrar a sua casa. Ou seja, se o nosso forte é falar português, é mais provável conseguirmos comunicar bem com as pessoas em países como Portugal, Brasil, Angola e Moçambique. Esses países são a nossa casa natural.

Se estás com imensas ideias na cabeça sobre um determinado assunto e tens jeito para a escrita, publica um blog.

Se queres apenas passar uma ideia simples, como uma frase, abre o Canva e cria uma imagem apelativa. Ou escreve-a num tweet.

Não adianta termos uma boa ideia se não a colocamos no sítio certo. Seria como termos o Cristiano Ronaldo na equipa e deixá-lo à baliza.

O que faz um bom post - Ronaldo a Guarda Redes

E agora, um extra que não está no infográfico

6. Métricas Fixes (ou “bué” Likes, Comentários e Partilhas)

Um bom post tem um bom desempenho em indicadores como:

  • engagement – likes, comentários e partilhas acima ou na média do teu perfil social
  • tempo passado no site (a ler um blog, por exemplo) – se o teu blog demora 5 minutos a ler, o tempo médio dos visitantes nessa página ser de 6 minutos é um bom sinal.
  • tempo passado a ver um vídeo que criaste

Mas é possível termos contemplado todos os pontos anteriores e o nosso post não ter o desempenho que queríamos.

(Da mesma forma que é possível utilizarmos todos os ingredientes de uma boa receita e, mesmo assim, o resultado não ser o que queremos. Basta vermos o Homer:)

O que faz um bom post - Homer

E é possível acontecer a mesma coisa no Facebook, no Instagram ou num blog porque, às vezes:

  • fazemos um bom trabalho em 95% do post, mas esquecemo-nos dos 5% que acabam por estragar os 95% (ex. publicamos um GIF que o Facebook coloca apenas como link e, portanto, sem a imagem animada… a minha reacção seria algo como isto:)

O que faz um bom post - Jack Bauer a Gritar

  • publicamos o nosso bom post num dia em que 3-4 concorrentes publicaram o seu post do ano e os restantes 5 investiram em anúncios. Contra isto, não se fazem milagres: os posts dos nossos concorrentes vão roubar a atenção que o nosso podia ter.

Assim, o que faz um bom post é também o seu resultado.

Isto, para te dizer que é sempre muito importante olharmos para o desempenho das nossas publicações.

Um bom post sem likes, comentários ou partilhas pode não ser um bom post.

Por isso, quando um post em que fizemos tudo, incluindo…

  • Educaste, inspiraste ou entretiveste
  • Dedicaste tempo, energia e/ou $$ a criar um post credível e com bom aspecto
  • Não vendeste banha da cobra em todo o post
  • Reagiste a comentários feitos no post
  • Colocaste o post na plataforma certa (um texto no teu blog, um vídeo no YouTube, etc)

… tem um desempenho abaixo das expectativas (ex. menos likes numa imagem, menos tempo a ver um vídeo, menos tempo a ler um blog), é essencial percebermos porquê.

Quando isto acontece, pensa em ti como um detective a investigar “O Mistério do Post Sem Engagement”:

O que faz um bom post - Investigar os números

Se fizeres este trabalho de investigação, podes descobrir algo para melhorares no teu próximo post. E cada vez que melhoras, aproximas-te do teu potencial máximo. E do domínio do planeta.

Lembra-te só de deixar algum espaço para mim no Facebook, sim?

Se quiseres uma revisão rápida do que acabámos de ver, vê esta apresentação rápida:

E tu?

O que faz um bom post? Deixei alguma coisa fora da minha lista?

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Afonso Malheiro escreve, fala e faz formação/consultoria de marketing digital. Fundou o Heelbook, elegido pela AgoraPulse como uma das Páginas de Facebook do Ano em 2014.

Obteve uma licenciatura pré-Bolonha em Gestão no Universidade Católica e uma pós-graduação em Marketing Digital no IPAM. E, aparentemente, fala sobre si próprio na terceira pessoa.

Copyright © 2016 Afonso Malheiro. Todos os infractores serão perseguidos por pitbulls, dobermans e rottweilers esfomeados que foram obrigados a ver o "Frozen" 100 vezes seguidas.

To Top

O Que Faz um Bom Post? 6 Coisas.

Tempo de Leitura: 8 min
0